Motivos para você trocar o café por chá no início do seu dia

Motivos para você trocar o café por chá no início do seu dia

Ok ok, já foi começar esse texto me desculpando com os amantes de começar o dia com uma xícara de expresso ou cafézinho coado. Eu mesma amo começar o dia com o cheiro de um café sendo passado (apesar de nāo ser muito fā do sabor), e meu companheiro que é apaixonado por café sempre se encarrega disso, assim como muitas outras pessoas. O café é uma bebida energética lendária que pode te ajudar a superar os dias mais longos, mas há muitos motivos pelos quais as pessoas desejam substituir o café pelo chá. Um exemplo é as pessoas acharem que a bebida pode cair muito ácida no estômago, ou que uma xícara de café pode resultar em crises de inquietude e ansiedade. Para essas pessoas, o chá é uma ótima alternativa porque é formulado para fornecer um impulso de energia mais sutil, mas poderoso. 

Os chás feitos a partir da erva Camellia sinensis contém diferentes níveis de cafeína, mas em geral, uma xícara de chá preto contém a maior concentração de cafeína em comparação com os outros. Mas nāo podemos deixar de lado a grande exceção: o chá verde Matcha. Os chás pretos contêm uma média de 37 miligramas de cafeína, enquanto alguns chás matcha contêm cerca de 130 miligramas. O oolong e o chá verde contêm cerca de 31 miligramas de cafeína por porção de 240 ml, enquanto o pu-erh possui 31 miligramas por xícara de 250 ml de água quente. O chá branco é o chá menos cafeinado, com apenas 27 miligramas por xícara de 240 ml. A erva-mate é uma alternativa comum ao café, principalmente aqui no Brasil. A erva-mate contém 59 mg de cafeína e altas concentrações de aminoácidos L-teanina que aumentam a energia.

Fazendo a comparaçāo em números, é possível perceber que a maioria dos chás realmente contém menos cafeína do que uma xícara de chá. Entāo porque você deveria trocar um pelo outro? A verdade é que o chá oferece um impulso de energia mais suave e estável do que o café. Isso significa que você pode ficar alerta e focado sem experimentar as desvantagens de um “coffee crash” depois.

No café, a cafeína é liberada imediatamente, resultando naquela sensação alegre que você experimenta quase imediatamente após consumir. Em contraste, a cafeína do chá é liberada mais lentamente devido à sua composição química. O chá contém compostos químicos conhecidos como taninos, polifenóis adstringentes que conferem ao chá seu sabor intenso e fresco. Esses taninos se ligam aos aminoácidos e à cafeína, proporcionando um impulso de energia mais uniforme. A liberação lenta de cafeína resulta em um aumento de energia mais duradouro que não vem com os picos de altos e baixos associados ao café.

Além de uma quantidade moderada de cafeína, o chá também contém um aminoácido não dietético conhecido como l-teanina, que ajuda a aumentar a acuidade mental. A L-teanina é encontrada apenas no chá e em alguns fungos. Este raro aminoácido atua reduzindo o estresse e melhorando o humor, desencadeando respostas químicas no sistema nervoso que resultam em um efeito calmante. A L-teanina é poderosa na medida em que induz relaxamento sem quaisquer efeitos sedativos. Isso ajuda a diminuir a cafeína, que pode deixar as pessoas nervosas.

E agora que falamos de todos os benefícios, eu nāo poderia deixar de te contar os meus favoritos para começar o dia, né? Além de um bom matcha, eu gosto muito de começar o dia com um chá preto puro com leite (sim, como os britânicos rs), um chai feito com Aromas da Índia ou um Blend Yogini Chai após uma prática de Yoga. E se você é um amante de café pra iniciar o dia, que tal testar uma semaninha trocando o expresso por um cházinho? Você pode se surpreender ;) 

Voltar para o blog

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.